Quadrinhos Italianos

Lilith

 
FICHA TÉCNICA:
Lilith  vol. 3
ISBN 978-65-990162-9-5
Compila do 7 ao 9 da série italiana
Criador / escritor / ilustrador:
Luca Enoch
Capa: Luca Enoch
Editor / tradutor: Alex Magnos
Gênero: Ação/aventura, fantasia, sci-fi
País de origem: Itália
Data de Publicação: 2021
Formato: Fumetto, P&B, 396 páginas
Tipo: minissérie em 6 volumes.

Preview

Ela irá viajar no tempo para salvar a humanidade da destruição iminente.
 
Uma cronoagente (viajante do tempo) foi mandada de volta no tempo para matar personagens históricos famosos, assim como pessoas anônimas. Suas viagens não visam modificar o curso da História, mas eliminar humanos que são possuídos por um parasita alienígena — chamado Triacanto — um “espiromorfo” que em um futuro distante causará destruição em massa em nosso planeta, tornando-se assim a espécie dominante da Terra, forçando os poucos humanos sobreviventes da extinção a uma vida aprisionada sob a superfície do planeta.
 
O objetivo é sim mudar o futuro, mas apenas com a eliminação os portadores do espiromorfo, cortando assim a linha de ascendência antes que ela se ramifique de forma incontrolável. A mudança que ocorre na História do planeta após esses assassinatos é apenas um efeito colateral, uma consequência sem nenhuma importância para Lilith e seus superiores. Lilith nunca retorna a seu tempo. Ela permanece constantemente viajando, saltando de época para época, de evento para evento no curso da história. Uma vez enviada ao passado, a cronoagente não pode mais ser rastreada até o presente. Para acompanhá-la em suas missões, Lilith tem apenas um companheiro: o híbrido felino chamado “o Escuro”.
 
Quem é Lilith?
Lilith é uma jovem de vinte e poucos anos.
Ela é uma assassina do tempo (ou cronoassassina) que é enviada de volta no tempo para rastrear algumas pessoas. Seus alvos são os portadores inconscientes de um organismo vegetal alienígena – o Triacanto, também conhecido como “espiromorfo”, “tricuspídeo”. O único objetivo de Lilith é cortar as linhas de ancestralidade do Triacanto antes que ele possa sair de controle; ela não se importa com as mudanças – mesmo as significativas – que acontecem na História depois de suas ações.
 
Quer saber mais sobre Lilith? Então leia em nossa página de notícias!
 
Neste volume 3:
Na primeira história: Lilith está na Roma imperial, durante o breve reinado de Lucius Aurelius Commodus (Cômodo). É o período da apoteose do circo ludi: no anfiteatro Flaviano (que ficou para a história como o “Coliseu”) onde os condenados à morte eram executados publicamente, os caçadores experientes enfrentaram feras ferozes trazidas de todo o mundo romano e gladiadores também competiram em sangrentos duelos até a morte. O alvo da cronoagente desta vez é Narciso, um ex-gladiador e treinador pessoal do imperador. Para capturar o portador do espiromorfo e cumprir sua missão, Lilith precisa entrar na arena e se tornar a nova estrela do público romano…
 
Na segunda história: Lilith está no Japão no início do século 17, no auge do Sengoku Jidai, o “período do país em guerra”, durante o qual vários senhores da guerra lutaram violentamente pelo controle do país. Na planície de Sekigahara, a batalha decisiva acontecerá entre as facções leais ao herdeiro de Toyotomi Hideyoshi, o unificador do país, e Tokugawa Ieyasu, o poderoso Daimiô da rica província de Kanto que deseja tomar o poder. O alvo é um general da facção Toyotomi que, no decorrer dos confrontos, passará para o lado Tokugawa, determinando o desfecho da batalha. Para se juntar a Lilith nesta última caçada, haverá um jovem e impetuoso Miyamoto Musashi de dezesseis anos em busca da glória.. As ações de Lilith mudarão não apenas o futuro do jovem, mas também o de todo o Japão.
 
Na terceira história: Lilith está novamente no Japão, segunda metade do século XVIII. O país está em total distopia. Os Tokugawa perderam a batalha decisiva de Sekigahara e o país é governado pelos Toyotomi que, em vez de fechar o país para o mundo exterior, inauguraram uma era de expansão colonial agressiva. Lilith, depois de ter estado em narcolepsia por mais de um século e meio e ter sido venerada no Santuário da Donzela Imaculada, destino de peregrinação de todo o país, volta à trilha do triacanto. Sua caçada a levará à nova capital do Japão, Osaka, onde ela mergulhará no “mundo flutuante” dos distritos de prazer, salões de chá e teatros, povoados por atores kabuki, pintores de rua, prostitutas refinadas e lutadores colossais da sumô.

Edições Anteriores

Conheça o criador

Luca Enoch

Nascido em Milão, começou a trabalhar como designer gráfico e ilustrador no setor editorial e publicitário. Sua estréia profissional ocorreu em 1991, na Fumo di China, com a história de fantasia “Eliah”, e em 1992 com o conto “Bersek”, publicado na Intrepido. Alguns meses depois, na mesma revista, criou “Sprayliz”, uma adolescente que adora grafites urbanos. Ele então criou a tira “Skaters” e o personagem “Piotr”. Para a Bonelli, em 1995, ele começou a escrever e desenhar histórias de Legs Weaver, e em 1999, criou a minissérie de dezoito edições Gea, uma garota de quatorze anos, louca por rock e kendo que divide sua vida entre a escola, sessões de rock com sua banda e uma batalha contínua contra a invasão de monstros de universos paralelos. Para o mercado francês (Les Humanoïdes  Associés), escreveu “Morgana”, ilustrada por Mario Alberti, e “Rangaku”, com desenhos de Maurizio Di Vincenzo.  Criou “Dragonero”, em parceria com Stefano Vietti, para a Bonelli, desenhado por Giuseppe Matteoni. Em 2008 concluiu a série Gea e deu início a Lilith, sua nova personagem publicada pela Sergio Bonelli. ​

Lançamentos na Loja